Bahia

Bahia: 21 pessoas foram resgatadas de trabalho escravo em 2019, aponta MPT

No território baiano, as ações de combate ao trabalho escravo são realizadas pela Coetrae Bahia, e pelo Gaete

[Bahia: 21 pessoas foram resgatadas de trabalho escravo em 2019, aponta MPT]
Foto : Divulgação/SJDHDS

Por Kamille Martinho no dia 24 de Janeiro de 2020 ⋅ 14:20

Em 2019, 21 trabalhadores foram resgatados do trabalho escravo na Bahia, segundo dados divulgados hoje (24) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Deste total, nove são venezuelanos.

De acordo com o órgão, seis ações fiscais terminaram com a configuração de situação de trabalho escravo, sendo cinco na zona rural e um na zona urbana.

De acordo com o órgão, em todo o território nacional foram realizadas 45 operações de resgate no ano passado. Mais de mil trabalhadores foram retirados da situação de trabalho semelhante à de um escravo. Em 70% das operações, houve libertação de trabalhadores.

Na Bahia, as ações de combate ao trabalho escravo são realizadas pela Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo – Coetrae Bahia, e pelo grupo de Articulação para Erradicação do Trabalho Escravo na Bahia (Gaete).

Notícias relacionadas