Brasil

Bombeiro cancelou Samu em Paraisópolis alegando atendimento da PM, diz TV

O pedido foi transferido chegou a ser classificado como "alta emergência" antes de ser cancelado

[Bombeiro cancelou Samu em Paraisópolis alegando atendimento da PM, diz TV]
Foto : Reprodução/Facebook Paraisópolis SP

Por Kamille Martinho no dia 03 de Dezembro de 2019 ⋅ 21:30

Um soldado do Corpo de Bombeiros cancelou o único pedido de socorro feito ao Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu) durante a ação policial que resultou na morte de nove jovens durante um baile funk em Paraisópolis, (SP). Segundo o SP1, da Globo, o cancelamento teria acontecido após o bombeiro dizer que a Polícia Militar já havia socorrido as vítimas. 

Ainda segundo o jornal, uma jovem pediu socorro alegando que ela e um amigo teriam sido agredidos por policiais, que uma bomba lhe causou ferimentos nas pernas e estourou o olho do rapaz. Ela também relatou violência sexual e que havia outras vítimas no local.

Quando recebido, o pedido foi transferido para outra viatura do Samu e classificada como "alta emergência". Quase 20 minutos após, um soldado do Corpo de Bombeiros cancelou a solicitação dizendo que PM já tinha socorrido as vítimas. 

Notícias relacionadas