Cultura

Filme Marighella tem lançamento cancelado no Brasil e segue sem previsão de estreia

Produção vem enfrentando a burocracia da Ancine na liberação de verbas, que já tinham sido usadas na produção e precisam ser ressarcidas

[Filme Marighella tem lançamento cancelado no Brasil e segue sem previsão de estreia]
Foto : Reprodução/O2 Filmes

Por Matheus Simoni no dia 12 de Setembro de 2019 ⋅ 17:47

Programado para o dia 20 de novembro, o lançamento do filme "Marighella" foi cancelado no Brasil, de acordo com os produtores da obra. O longa foi dirigido pelo ator baiano Wagner Moura e é estrelado por Seu Jorge, estrela principal. A informação foi confirmada pelos diretores do filme. A produção vem enfrentando a burocracia da Ancine na liberação de verbas, que já tinham sido usadas na produção e precisam ser ressarcidas.

Em nota, a O2 Filmes, responsável pela produção, declarou que "não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema)".

Segundo a assessoria de imprensa do longa, o cancelamento é resultado da negação de um recurso encaminhado pela produtora O2 Filmes à Ancine no final de agosto. Nele, a produtora questionava se a verba para a comercialização do filme poderia ser liberada antes da assinatura efetiva do contrato com o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), uma vez que este estava demorando para ser finalizado. Confira a nota na íntegra:

“Nós, produtores do longa-metragem Marighella, dirigido por Wagner Moura, anunciamos que a data de lançamento do filme nos cinemas brasileiros, divulgada anteriormente para 20 de novembro de 2019, está cancelada. Os produtores haviam escolhido o mês de novembro, que marca os 50 anos de morte de Carlos Marighella, e o dia 20, da Consciência Negra, para a estreia. No entanto, a O2 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema). Marighella segue sendo apresentado com muitos sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil. Os produtores e a distribuidora Paris Filmes vão seguir trabalhando para que isso aconteça”.

Notícias relacionadas