Cultura

Grupo Globo pede desculpas a Heloísa Bolsonaro por reportagem da revista Época

A matéria foi feita por um repórter que se fingiu de cliente e fez sessões de coach com a nora do presidente da República

[Grupo Globo pede desculpas a Heloísa Bolsonaro por reportagem da revista Época ]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 17 de Setembro de 2019 ⋅ 11:10

O Conselho Editorial do Grupo Globo pediu desculpas a Heloísa Bolsonaro, mulher do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e, portanto, nora do presidente da República. Em nota divulgada ontem (16), a organização reconhece que cometeu um “erro” e tomou “decisão editorial equivocada” ao publicar na revista Época a reportagem “O coaching on-line de Heloísa Bolsonaro: as lições que podem ajudar Eduardo a ser embaixador”.

A matéria, escrita pelo jornalista João Paulo Saconi, saiu na última sexta-feira (13) e narra a experiência do repórter em cinco sessões de coach com Heloísa, via webcam. A avaliação posterior do Conselho Editorial, de acordo com a nota, é de que a revista errou ao “tomar Heloísa Bolsonaro como pessoa pública ao participar de seu coaching on-line".

Eles também ponderaram que a esposa de Eduardo Bolsonaro leva uma vida discreta, não participa de atividades públicas, e que, por isso, não pode ser considerada uma figura pública: “Foi um erro de interpretação que só com a repercussão negativa da reportagem se tornou evidente para a revista".

A retratação vai na contramão do que a revista Época sustentou diante das primeiras críticas. À época a publicação argumentou que a reportagem havia sido produzida com “respeito à ética e a retidão dos procedimentos jornalísticos”. Eis a íntegra da nota divulgada anteriormente:

“ÉPOCA reafirma o respeito à ética e a retidão dos procedimentos jornalísticos que sempre pautaram as publicações da revista. A reportagem em questão não recorreu a subterfúgios ou mentiras para relatar de maneira objetiva — a bem do interesse do leitor — um serviço oferecido publicamente, com cobrança de taxas divulgadas nas redes sociais”.

Notícias relacionadas