Justiça

Dois desembargadores desistem de disputar presidência do TJ-BA

A lista homologada pelo Tribunal Pleno permanece na mesma ordem por grau de antiguidade

[Dois desembargadores desistem de disputar presidência do TJ-BA]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 03 de Dezembro de 2019 ⋅ 18:50

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) informou, nesta terça-feira (3), que os desembargadores José Olegário Monção Caldas e Maria da Graça Osório Pimentel Leal desistiram de disputar a presidência da Corte. A lista homologada pelo Tribunal Pleno permanece na mesma ordem por grau de antiguidade.

Mais cedo, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu que os desembargadores afastados durante Operação Faroeste, que investiga a venda de sentenças, não vão poder concorrer a eleição do TJ-BA. Segundo informações do órgão, o desembargador Augusto de Lima Bispo, que assumiu interinamente a presidência do TJ-BA, consultou o CNJ sobre a situação dos desembargadores José Olegário e Maria da Graça. Os magistrados eram candidatos à eleição para presidência da corte, que será na próxima quarta-feira (4).

Sobre a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Corte baiana ainda não foi oficialmente comunicada.

Notícias relacionadas