Política

'Pior resultado que o racismo é capaz de produzir', diz Olívia Santana sobre presidente da Fundação Palmares

Deputada cita obra do psiquiatra Frantz Fanon, que analisou as consequências psicológicas da colonização e aborda a manipulação racista

['Pior resultado que o racismo é capaz de produzir', diz Olívia Santana sobre presidente da Fundação Palmares]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 03 de Dezembro de 2019 ⋅ 11:26

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) declarou hoje, ao Metro1, que o novo presidente da Fundação Palmares, Sergio Nascimento de Camargo, é o "pior resultado que o racismo é capaz de produzir", já que se trata de uma pessoa negra que incorpora o racismo. 

Ela cita a obra do psiquiatra Frantz Fanon, que analisou as consequências psicológicas da colonização e aborda a manipulação racista. 

"Sérgio Camargo é o pior resultado que o racismo é capaz de produzir, que é invadir a mente do oprimido e fazer essa alteração, essa manipulação. Sempre quando vejo esse rapaz, lembro do que diz Frantz Fanon, que escreveu nos anos 50 um livro chamado 'Peles Negras, Máscaras Brancas', que falava do que o sistema racista é capaz de fazer com a população negra, porque nos atinge em todas as dimensões, inclusive na dimensão psicológica", lembra a parlamentar. 

Olívia afirma que, com isso, Sergio Camargo acaba incorporando e agindo a favor do sistema racista.

"Infelizmente, algumas pessoas sucumbem ao racismo de maneira muito vil, que é incorporar e legitimar o racismo. Portanto, uma pessoa negra que incorpora o racismo vai agir no sentido de sabotar seus irmãos e seus iguais, de negar direito a igualdade, porque se sente como alguém que é inferior e precisa agir a favor desse sistema que é contraditoriamente de dominação", argumenta. 

Para a deputada, ele é "desserviço à Fundação Cultural Palmares e à população negra brasileira".

"A luta contra o racismo não interessa apenas a nós, negras e negros, mas interessa o país. O país precisa se resolver em relação a essa questão, que nos perturba até os dias atuais. Em pleno século XXI, ainda temos que conviver com o racismo, em um país que teve mais de 350 anos de relações escravocratas e coloniais", critica.

A parlamentar acredita ainda que o chefe da fundação serve como uma linha de transmissão do governo do presidente Jair Bolsonaro.

"Bolsonaro precisa do caos e da polêmica para governar. Ele se alimenta disso. É um governo que não tem projeto de país, ele quer divir e fragmentar. Ele quer de fato estabelecer uma paisagem caótica no brasil e Sergio Camargo se insere nisso. Não devemos só julgar o que ele fala, porque, enquanto ele fala, Bolsonaro e (o ministro da Economia Paulo) Guedes vão continuar operando maldades que são estruturais, que vão causar danos no Brasil inteiro, com as medidas da economia, que têm retirado recursos da educação, da ciência e da tecnologia. Estamos vivendo uma pauta de subdesenvolvimento acelerada no Brasil", condena.

Parecer

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão emitiu um parecer que endossa manifestação do PSOL contra a nomeação de Sergio Nascimento de Camargo, além de pedir a responsabilização por improbidade administrativa do ministro-chefe da Casa Civil substituto, Fernando Wandscheer de Moura Alves, responsável pela nomeação. 

Nas redes sociais, o novo presidente da Fundação Palmares é contrário ao movimento negro, nega a existência do racismo no país e já atacou personalidades negras, como a vereadora Marielle Franco e a atriz Taís Araújo.

Leia mais:

Novo presidente da Fundação Palmares nega existência de racismo

Novo chefe da Fundação Palmares é prova que Brasil está 'no fundo do poço', diz MK; ouça

Coletivo de Entidades Negras pedirá anulação da nomeação de presidente da Palmares

'Não conhece a história do negro', diz Benedita sobre novo presidente da Fundação Palmares

'Quem é você que não sabe o que diz?', diz Martinho a presidente da Fundação Palmares

'Nomeação do novo presidente da Palmares é reflexo do governo racista', avalia titular da Sepromi

Personalidades da cultura negra criticam novo presidente da Fundação Palmares

'Vergonha desse capitão do mato', diz irmão do presidente da Fundação Palmares

'Cultura tem que estar de acordo com a maioria da população', diz Bolsonaro sobre chefe da Fundação Palmares

Cúpula da PGR não vê elementos jurídicos para anular indicação de chefe da Fundação Palmares

Manifestantes fazem protesto na Fundação Palmares contra novo presidente

'Estou estarrecida', diz subprocuradora-geral da República sobre presidente da Fundação Palmares

Alvim diz que protesto na Fundação Palmares é 'ilegal'; especialistas contestam

PGR recebe representação contra novo presidente da Fundação Palmares

“Novo presidente da Fundação Palmares não é um ‘irmão'”, afirma Silvio Almeida

'Está amarrado nos grilhões da escravidão', diz Silvio Humberto sobre presidente da Fundação Palmares

‘Novo presidente da Fundação Palmares é legalmente incompatível com o cargo’, diz Edvaldo Brito

Notícias relacionadas

[Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial]
Política

Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:28 em Política

Titulares das pastas da Educação, Casa Civil e Minas e Energia devem ser substituídos, segundo interlocutores do governo